Curso Profissional: Aposta no teu Futuro. | Formação Salvador Caetano

Curso Profissional: Aposta no teu Futuro.

O mundo está em constante evolução e, graças aos seus avanços tecnológicos, muitas são as novas profissões que têm surgido para acompanhar os novos tempos. Em sentido contrário, há aquelas que foram desaparecendo, e algumas são mesmo verdadeiramente surpreendentes de tão estranhas quando vistas aos dias de hoje.

No nosso centro de formação profissional de jovens, apostamos sempre em formar para profissões com futuro, mas, como a melhor forma de prever o futuro é olhar o passado, decidimos viajar no tempo e recordar – ou dar a conhecer – um conjunto de ofícios que se extinguiram com os anos.

Hoje, começamos pelos “acordadores”. Diz-te alguma coisa? Não? E “despertador humano”, também não? São a mesma função e vamos contar-te do que se tratava esta estranha profissão.

Este é o primeiro de uma série de vários artigos que assinalam o lançamento do nosso curso profissional de Técnico Comercial. Afinal, se há forma de destacar a importância de escolher um curso profissional com futuro, é lembrando que desde sempre se extinguiram profissões. Por isso, escolhe bem a tua. Se queres saber mais sobre o nosso curso, o teu lugar é  AQUI.

 

Despertadores Humanos

Quantas vezes já pensaste em lançar o teu despertador pela janela quando este dá o toque para começar mais um dia? É provável que tenham sido algumas vezes. Mas já pensaste como seria acordar todos os dias a horas para o trabalho sem que houvesse despertadores? Sim, porque pese embora hoje o mais vulgar dos telemóveis traga consigo essa funcionalidade, tempos houve em que não tinham sequer sido inventados. É aqui que entram os “acordadores” ou “despertadores humanos”, homens e mulheres que eram pagos para acordar pessoas. É verdade.

É preciso viajar algures até ao século XVIII para encontrarmos o início desta peculiar profissão. Com a revolução industrial a transformar o mundo tal qual o conheciam até então, as rotinas dos trabalhadores tiveram, também elas, de se alterar. O trabalho por turnos passou a fazer parte do dia a dia dos operários, vai daí, a necessidade de acordarem a horas para chegarem a tempo às fábricas fez surgir esta atividade.

Os acordadores utilizavam várias técnicas para cumprir a sua função. Desde canas ou varetas de grande dimensão que usavam para bater nas janelas, ou até mesmo atirando pequenas pedras projetadas contra os vidros, certo é que estes homens e mulheres não abandonavam as imediações das casas sem que os seus clientes abrissem as janelas. Embora persistentes, eram o mais discretos possível, por isso, nunca optavam por gritar para chamar pelas pessoas. A justificação para tal é simples, e não era necessariamente por uma questão de educação. Se o fizessem, estariam a acordar a restante vizinhança sem que fossem pagos por isso. O que seria muito mau para o negócio, claro.

Para cumprir com as suas funções, estes verdadeiros despertadores ambulantes tinham os seus próprios horários. Acordavam às quatro da tarde para trabalhar e só terminavam nas primeiras horas da manhã do dia seguinte. Mas a questão que se impõe é: quem acordava os acordadores?

A verdade é que esta profissão começaria a desaparecer quando, em 1847, o francês Antoine Redier inventou o relógio com despertador. Assim, algumas décadas depois, todas as casas passaram a ter um, e a chatice de termos alguém a bater-nos à janela com um pau deixou de fazer qualquer sentido. Os despertadores humanos acabariam por se extinguir por volta de 1950, sendo traídos pelo progresso e substituídos por um pequeno relógio pousado ao lado da cama.

A facilidade como esta profissão despareceu mostra porque é que é importante escolheres bem o teu curso profissional, para teres a certeza que tens uma profissão de futuro pela frente. Por isso é que no nosso centro de formação lançamos mais um outro: o curso de Técnico Comercial.

 

A Importância de Escolheres Bem o teu Curso de Formação Profissional:

Um curso profissional, para além de te dar equivalência ao 12º ano, dá-te muito mais do que isso. Se o escolheres bem, pode abrir-te as portas para uma profissão que te permitirá construir uma carreira com futuro.

No nosso centro de formação profissional de jovens, par lá de todos os benefícios a que tens direito, como bolsa de profissionalização e de material, subsídio de refeição e despesas de transporte, tens ainda estágios em várias empresas do nosso grupo. A melhor parte? No final dos teus 3 anos connosco, podes ter a oportunidade de ficar a trabalhar numa das nossas empresas.

Por isso, é importante escolheres bem o teu curso profissional no momento de te inscreveres. Escolhe um curso com garantias de futuro e que te abra as portas a uma rápida integração no mercado de trabalho. Fica na história, não para a história. Dessa, já fazem parte os “Despertadores humanos”.

Se queres fazer connosco o teu curso profissional inscreve-te aqui e abraça uma profissão com futuro. Não fiques parado no tempo!